Uma espécie de ano novo.

Não consigo descrever quão melancólico foi meu abril e apesar de ainda faltar uma longa semana e dois dias para o fim do mês, aqui escrevo o primeiro post de maio. 

Venez m’aider. 

Um pedido de socorro escondido num horizonte mais ou menos colorido. Apesar da melancolia acabei ficando muito ativa no meu país internet na última semana e fiz diversas coisas para as mídias sociais, e spoiler, fiz até banner para o BEDA de agosto. Em contrapartida, hoje, esse mês, tudo que consegui escrever foi um post sobre estar em silêncio e o primeiro do mês que eu pedi pra abril ser top. 

Na real até hoje em 2018 eu escrevi ridiculamente pouco e nem posso culpar a vida. 13 vezes. Abril e março ficaram de parabéns. Mas não estou aqui para reclamar que escrevi pouco, até porque mesmo se eu quisesse, eu não conseguiria escrever nada. Eu estava mal. E hoje, 21 de abril, posso dizer que chega. Aconteceram algumas merdas depois que eu pausei esse texto no dia 21...

Enfim!

Eu amo o fato de que o favicon do blog não se parece apenas com um girassol, mas também com um balão, me faz sentir que estou indo sempre pra cima, e é uma coisa a se lembrar, uma vez que se está embaixo, o único caminho disponível é para o alto. Não posso fingir que não estou chateada, nem me sentindo presa, mas é aquele ditado: vamos fazer o que? Dessa vez seguir em frente, sem se preocupar muito com o que está estragando em volta. As coisas vão acontecer no seu tempo, desde que eu continue no caminho.
Dito isso, é hora de recomeçar, abanar a poeira e tentar não ser atacada pela rinite no meio do processo.

Pouso autorizado.

2 Comentários

  1. Março e abril também foram uns meses meio meh, mas tenho esperanças em 2018 ainda hauhuahuahua

    Com amor, ♥ Bruna Morgan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é um guerreiro!!!!! yuahah siiiim não sei o que ouve, mas tenho fé que as coisas vão melhorar em maio <3

      Excluir