Eu não consigo me lembrar qual foi o último livro que eu li, não sem olhar no skoob antes - e aparentemente eu li um livro inteiro nesses quatro meses, tirando Persépolis, que é um quadrinho.

No fim das contas tenho 5 livros em andamento no kindle e simplesmente não consigo ir adiante. 
Lendo Fangirl e adorando, porém presa no aparelho. Lendo Memórias de uma moça bem comportada que foi o livro do Leia Mulheres Udi de março, não terminei ainda porque Simone foi uma criança bem chata. Lendo A Sociedade do Anel e amando, porém, kindle. Nem lembro quando comecei Sêneca.

Muito pelo orçamento eu comecei a encher meu kindle de livros, mas não consigo ser uma leitora digital 100%, sinto falta do papel que me cansa bem menos, e que consigo ter uma noção real de quanto falta para terminar. Não quero entrar naquela "competição" de que deveria ter lido pelo menos quatro livros nesses quatro meses, e em março por exemplo, passei a maior parte do tempo trabalhando e com a cabeça mergulhada no estágio, mas que saudade de pegar um livro e virar as páginas.

Nesse meio tempo, peguei emprestado na biblioteca da escola O morro dos ventos uivantes para reler num feriado (kkkkkkk!), fluiu!, mas tive que devolver. Hoje estou terminando Viver em paz para morrer em paz e simplesmente fluiu, não sei se pela maneira como o livro foi escrito, pelo tamanho, ou por simplesmente ser um livro de papel.

Em maio quero começar e terminar Vulgo Grace e quem sabe depois encarar um desses empacados em sua versão física. Talvez, Fangirl.

Talvez eu devesse frequentar a biblioteca municipal. 

2 Comentários

  1. Eu reluto em comprar um kindle por isso, também preciso do papel pra sentir que a coisa tá indo. Mas é um problema, tenho um monte de livro agora que não vou poder carregar na viagem, haha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amo o kindle, mas às vezes fico muito sem saco de ler nele, pra viajar é ótimo hahaha vale a pena, mas não pra trocar totalmente os livros de papel

      Excluir