Primeiramente um meme.

Assim que vi o tema do Together desse mês eu estava pronta pra escrever um texto inflado sobre Uberlândia e como várias coisas são decepcionantes e como eu gostaria de morar num lugar com mais coisas pra fazer, e etc.

Sempre me achei um espírito livre, nunca quis criar raízes aqui a menos que algo muito transformador acontecesse. Por 1 ano pensei que ficaria em Uberlândia para sempre, agora o mesmo sentimento de não pertencer paira sobre mim.

Eu poderia dizer que fico em Uberlândia pelos meus amigos, pela minha mãe, mas existem passagens pra isso. Sempre se pode fazer aquele esforço para visitar, mas sei que não é a mesma coisa, então tentei com muito esforço listar coisas que me mantém na cidade e só consegui quatro:

3,5 coisas boas de Uberlândia:


1. meus amigos
2. minha mãe
3. meu emprego bosta
4. que paga a minha faculdade

Alguns amigos que são como família, que às vezes só de estar no mesmo ambiente aquela pessoa já te ajuda indiretamente a permanecer são. Minha mãe. Meu curso é EaD, mas particular, e não consigo imaginar começando outro trabalho em outro lugar que não seja na sala de aula, então vou empurrando o emprego bosta com a barriga até chegar o dia que vou pegar o diploma e poder gritar: "formei porra".

É isso.

 Esta postagem faz parte da Blogagem Coletiva de maio do Together, um projeto para unir a blogosfera!

4 Comentários

  1. Olha Lu, posso te dizer que a vida dá tantas e tantas voltas, que o lugar onde construímos nossos sonhos muitas vzs é o de menos.
    Admiro essa perseverança e sabedoria de reconhecer que ficar na sua cidade por hora é o que te trará mais benefício a longo prazo. Acho que isso já demonstra uma força que pode te levar pra onde você quiser quando a hora chegar :).
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha com esse comentário imaginei a vida falando "parece que o jogo virou, não é mesmo?".

      "Acho que isso já demonstra uma força que pode te levar pra onde você quiser quando a hora chegar :)" acredito muito nisso <3

      Excluir
  2. Desculpa, mas eu ri muito com o "meu emprego bosta". Também sou assim de não criar raízes em um lugar porque minha família sempre se mudou muito, tanto de casa quanto de estado.
    Acho que ainda não conheci o lugar que vai me dar a sensação de pertencimento, de estar em casa, enquanto isso, vida que segue... pra mim e pra você.

    Beijo enorme! ❤
    Quase Aurora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahaha, engraçado que meus pais sempre foram daqui, estiveram aqui, o máximo que me aconteceu foi mudar de casa aos 8 anos e só, não entendo esse sentimento.

      Excluir